Brasil

Hostel Che Lagarto

Postado dia 10 de outubro de 2017

Eu sei eu estou bem atrasada para postar sobre o Che Lagarto, mas não poderia deixar essa vivência passar em branco. Ano passado fui para Paraty com umas amigas para celebrar meu aniversário e conhecer a cidade Fluminense que fica pertinho de São Paulo, resolvemos tudo bem em cima da hora e é claro que economizar era uma das nossas prioridades, mas também não queríamos ficar em qualquer lugar, queríamos uma hospedagem perto do centro da cidade e que fosse limpo e organizado. Uma amiga deu a sugestão de ficarmos no hostel da rede Che Lagarto, pois ela já tinha se hospedado com eles em outra cidade e tinha gostado.

Fomos em um grupo de 5 meninas e eles tinham um quarto para seis pessoas (3 beliches), como reservamos tudo em uma única conta conseguimos ficar todas no mesmo quarto. Ficamos por duas noites apenas e cada uma pagou R$86,50, logo o total de duas noites para 5 pessoas foi R$346. Barato né? Fiquei até pensando que estava muito barato, o hostel deveria ser bem caído, mas fomos confiantes e alegres.

Chegando lá o portão estava fechado e nem sinal da recepção, mas por sorte tinha gente entrando e fomos no embalo do portão aberto para entrarmos também. Assim que você passa o portão tem um jardim bem grande, onde tem uns gazebos com puffs e redes para você relaxar enquanto observa as árvores, macaquinhos e pássaros dali, tem tambpem uma piscina pequena, mas não vi ninguém usando a piscina.

CHE LAGARTO

Chegamos na recepção, fizemos o check in e ainda nem tínhamos ido ao quarto e eu já estava feliz com a escolha do hostel. Ele é todo novo, tem um estilo bem jovial, com mesa de bilhar e totó perto da recepção, além de ter várias mensagens legais nas paredes. Tiramos algumas fotos com as paredes de á de tão legais que eram hahaha

CHE LAGARTO

 

CHE LAGARTO

 

 

 

Chegamos no quarto e como falei anteriormente tinham 3 beliches e um banheiro no quarto, ficamos todas juntas e eles não colocaram uma sexta pessoa junto com a gente. O espaço não é amplo, mas conseguimos nos virar, afinal só íamos passar lá duas noites, então ninguém estava com malas gigantes.

Dentro do quarto tinham uns armários com cadeado, caso você quisesse trancá-los, alguns cabideiros para colocar toalha (que você tem que levar) e roupas, roupa de cama, tomada do lado de todas as camas e só, bem básico. Vale lembrar que escolhemos o pacote mais barato, de 6 pessoas em um quarto, mas lá também tem quartos para casal ou para menos gente.

CHE LAGARTO

O café da manhã era simples, mas bem bom, tinha pão, suco, frutas, iogurte, café e leite, tudo de essencial para um café da manhã bem sucedido.

Chegamos lá na sexta de tarde e o hostel estava com uma programação para sexta-feira à noite. Tinha um cara tocando e cantando e churrasco com um copo de caipirinha era R$30 reais, no sábado também estava tendo algo parecido, mas funcionava só até 22h. Na sexta-feira ficamos um pouquinho lá, mas depois decidimos sair para explorar outros cantos de Paraty.

CHE LAGARTO

Parecia vazio, mas tina até bastante gente.

Em geral gostamos bastante da hospedagem no Che Lagarto, a relação custo x benefício é fato, hospedagem barata, ambiente legal, pessoas simpáticas, então nada poderia dar errado. Essa foi a primeira vez que viajei e fiquei em um hostel e percebi que comecei com o pé direito.

Qualquer dúvida por perguntar aqui que eu respondo 😀

Quer ver hospedagem em outro lugares? É só clicar abaixo.

Villa Valduga – Bento Gonçalves

The Sarojin – Phuket




Thália Gama
Botânica, amante de viagens, aventuras, brigadeiro, e tudo o que há de bom nessa vida. Casou com um singaporeano e decidiu viver do outro lado do mundo.

POSTS RELACIONADOS

Você também pode se interessar pelas postagens abaixo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentarios

Comentarios