Ásia

Perhentian Island – Viajando barato pela Malásia

Postado dia 28 de setembro de 2017

Vou contar para vocês como eu fui de Singapura para Perhentian, o que eu fui fazer lá, quantos dias eu fiquei, quanto gastei no total e algumas dicas, se quiser saber mais é só continuar lendo.

Uma amiga minha (Aracely) está viajando pela Ásia e antes dela vir para essa parte do mundo nós nem nos conhecíamos hahaha, ela queria fazer o curso de mergulho dela em algum local bem legal pelo sudeste asiático e decidiu que poderia ser em Perhentian Islands, já falaram pra ela que tinha um instrutor brasileiro na escola Angel Divers. Aracely sabia que eu ia querer viajar se fosse para mergulhar, então lá fui eu, afinal seria uma boa oportunidade para revê-la, mergulhar e claro, conhecer um lugar novo.

Perhentian Islands ou Pulau Perhentian (Pulau significa ilha em malaio)

São um conjunto de pequenas ilhas que ficam na Malásia e fazem parte do estado de Terengganu. As duas principais ilhas são Pulau Perhentian Besar ou também conhecida como Big Island e Pulau Perhentian Kecil ou Small Island, a segunda atrai mais turistas por ser mais barata e mais comum entre os mochileiros, já a primeira é mais cara e o público é mais familiar e de pessoas que gostam de ficar em resorts. Como nós estávamos viajando na economia ficamos em Pulau Kecil.

A Aracely estava indo para Perhentian de um outro estado da Malásia e eu estava saindo de Singapura, então ela chegou primeiro lá e aproveitou para fazer o curso de Open Water (PADI – quem não entende nada disso clicaaquique eu explico um pouco) antes de eu chegar.

IMG_8979

Transporte

Para ir de Singapura às Ilhas Perhentian seria mais fácil e prático pegar um avião, no entanto como estava planejando em cima da hora (em menos de um mês) as passagens estavam por volta de 350-400 Singapore dollars. Quem optar por esse tipo de viagem teria que voar para o aeroporto de Kuala Terengganu ou para o de Kota Bharu, sendo esse segundo melhor, por deixar você mais próximo do destino final.

No entanto, eu Thalinha Gama, fui de ônibus e enfrentei 9h dentro de um ônibus não muito confortável, mas que custou ida e volta S$93. O ônibus sai de Singapura às 22h e chega no terminal rodoviário de Kuala Terengganu às 7h da manhã, de lá eu peguei um táxi até o Kuala Besut Jetty (porto), o táxi leva aproximadamente um 1h45min pra chegar até o porto e tem preço tabelado de RM 120 ringgit, que equivale à S$39. O taxi vai lhe deixar em um corredor que tem várias lojinhas haha, é só entrar em qualquer lojinha e falar que quer ir para Perhentian Island, aí eles vão perguntar se quer ir para a ilha maior ou menor, eu fui para a Ilha menor e paguei RM 70 ringgit, preço de ida e volta de barco.

TICKET PERHENTIAN

Próximo ao local que você pega o Barco tem um quiosque que cobra RM 30 ringgit para taxa de conservação da ilha.

Depois que você pega o barco, você vai chegar na praia Long Beach, e de lá é só andar e procurar o seu hotel.

Hospedagem

A ilha é cheia de dormitórios, albergues e pousadas, mas reserve ou ligue para saber se tem vaga antes de ir, pois conheci um casal que foi e ia tentar alugar enquanto estavam lá na ilha, mas TODOS os dormitórios, albergues e pousadas estavam lotados e eles tiveram que voltar no mesmo dia.

Como disse antes eu fui lá para mergulhar e geralmente as escolas de mergulho possuem parceria com albergues e foi o que eu preferi. Essa escola (Angel Diver) tinha um pacote de 3 dias e duas noites (só fiquei duas noites na ilha) por RM365, você ficava no dormitório (quarto com mais 3 pessoas) + 4 mergulhos + café da manhã + camisa da escola, esse é o pacote mais barato e foi o que eu fechei com eles. No entanto eles possuem outros pacotes, onde você pode ficar em um quarto melhor. Só ver a foto abaixo:

A hospedagem na ilha não é tão cara, você consegue encontrar bons lugares por R$82 a diária para dois.

perhentian

Perrengues

Toda a viagem tem que ter uns perrengues né? É até bom pra contar depois.

O meu começou quando eu ainda estava em Singapura. O ônibus que eu teria que pegar ia sair de Singapura e ia direto para Kuala Terengannu, o problema é que eu era a única passageira e eles não iam levar uma só pessoa, então me falaram para pegar um ônibus que ia para Mersing (Outro lugar de praia na Malásia) e que esse ônibus ia parar em uma cidade (que não lembro o nome) e de lá eu teria que pegar o ônibus para Kuala Terengganu. Agora imagina o meu medo de pegar no sono e perder o ponto, pois é… não grudei o olho, mas tudo deu certo, cheguei na tal cidade e troquei de ônibus.

É importante falar que nessa tal cidade entrou um monte de gente no ônibus, a maioria homem e que quando deu 5 da manhã o ônibus parou na mesquita para eles rezarem e ficou uma hora parado esperando. Tudo bem que é a religião deles, mas eles poderiam ter avisado antes que nós íamos parar por uma hora.

Outro perrengue foi no ônibus, os ônibus que fazem São Paulo- Santos são muito mais confortáveis e seguros. Nos três ônibus que peguei (ida e volta), a cadeira não reclinava muito, não tinha cinto de segurança e estava congelando, a sorte que eu levei uma toalha e me cobri com ela, porque senão teria morrido de hipotermia.

Não consigo lembrar de mais nenhum problema durante essa viagem, então acho que foram esses os mais marcantes pra mim.

Comida

Em Perhentian você consegue achar uma variedade grande de comida, tem massa, pizza, churrasco, hambúrguer, comida do sudeste asiático, sopas e etc. E tudo é muito barato, o valor dos pratos varia entre 7-20 ringgit. O meu almoço e jantar era sempre por volta de 10 ringgits, que equivale a S$3.

A dica em Perhentian é fazer o pedido antes de você estar com fome, pois o serviço é meio lento e eles demoram bastante para preparar a comida. Sempre demorava pelo menos uns 30 minutos para chegar a comida.

Minhas impressões sobre a Ilha

Confesso que não dava muito para essa ilha, pois nunca escutei ninguém falando nada sobre ela, mas olha… Perhentian me surpreendeu positivamente. Amei muito o lugar e estou recomendando para todo mundo que conheço.

A ilha é realmente pequena, você consegue ir de uma praia para outra facilmente e se andar pela margem da praia por umas 5 horas você completa a ilha toda. A água é morna e muito transparente, a cor do fundo do mar varia entre verde e azul, o que a deixa ainda mais linda. Infelizmente ainda tem gente que joga muito lixo na praia, o que acaba atrapalhando um pouco a imagem da ilha e desfavorecendo o meio ambiente, mas mesmo assim dá para apreciar a vista do lugar.

Os mergulhos foram sensacionais, mas o que eu mais gostei foi o ponto chamado “Sugar Wreck”, quem gosta de mergulhar vá nesse ponto, tem tubarão bambu, muitas espécies de peixes diferentes, nudibrânquios, corais lindos, enfim… vale a pena.

MERGULHO

Nos dois dias que fiquei na ilha fez muito sol, muito mesmo, deixando o lugar super quente, mas nada que um banho no mar não ajude.

Dica: vá ver o pôr-do-sol em Coral Bay, uma praia que fica bem perto de Long Beach. O sol sempre se esconde atrás das nuvens, mas deixa um céu lindo.

Gasto total

Contando com todo o transporte de ida e volta para Singapura, hospedagem, mergulhos e comida eu gastei S$ 338,85 Singapore Dollars, que equivale à R$787 Reais! Eu não achei caro, pois viajei para outro país e mergulhei, e para quem mergulha sabe que no Brasil um mergulho é R$200 e eu fiz 4, o que já daria R$800, então valeu a pena pra mim esse pacotão.

Essas são as minhas dicas e impressões, e realmente espero que vocês venham para essas regiões para conhecer, mergulhar e aproveitar.




Thália Gama
Botânica, amante de viagens, aventuras, brigadeiro, e tudo o que há de bom nessa vida. Casou com um singaporeano e decidiu viver do outro lado do mundo.

POSTS RELACIONADOS

Você também pode se interessar pelas postagens abaixo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentarios

Comentarios