Bento Gonçalves

Bento Gonçalves: Villa Valduga

Postado dia 7 de julho de 2016

Conhecida por ter sido a primeira vinícola a introduzir o Enoturismo no Vale dos Vinhedos, a Casa Valduga apresenta aos seus visitantes uma imersão no mundo da uva e do vinho com visitações, cursos e experiências.

Curso

No final de 2014, eu e o Kelvin fomos para o Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, para conhecer, de forma mais aprofundada, a origem do vinho, seu processo de elaboração, classificação, técnicas de serviço, degustação e harmonização.

Com esse objetivo fizemos o curso que a Casa Valduga oferece. Não bastasse isso, também ficamos hospedados na vinícola.

img_0063

Lá, fizemos o curso de degustação chamado Segredos do Mundo do Vinho, que era gratuito para quem estava se hospedando no local. Além desse eles também têm outros dois cursos, o Sabores do Mundo do vinho (Curso Harmonização) e o de queijos e vinhos (harmonização).

img_0067

O curso que fizemos iniciava às 9:30 com visitas às dependências da vinícola e explanação acerca da elaboração dos vinhos, desde as técnicas de plantio até o envelhecimento em caves. Passamos pela etapa de degustação (a melhor etapa!), às 13h30 foi encerrado o curso e recebemos um certificado e duas taças lindas personalizadas com o nome e logo da Villa Valduga.

img_0054

IMG_0053

Hospedagem

Dentro do complexo é possível se hospedar também e confesso que para nós, que viajamos para lá entre os dias 21 a 24 de dezembro, foi bom.

img_0158

A Villa Valduga ofecere 5 tipos de quarto e as tarifas são um pouco altas, mas como queríamos ficar em um vinícola decidimos ficar por lá mesmo, mas no quarto mais simples, que é a Pousada identidade. O quarto e banheiros são bem amplos, a vista é para o vale, a cama é confortável, mas tudo parece um pouco velho para o valor da diária, que era R$350 (em dezembro de 2014).

img_0020

O local do café da manhã era bem bonito, nos dias que ficamos lá tinha um homem tocando piano, mas o café era bom, mas como de uma pousada qualquer. E isso deveria ser mudado, pois a região é conhecida por ter cafés coloniais excelentes.

img_0156

Não me arrependo em ter me hospedado na Villa Valduga, pois lá dentro tem restaurante, tem salão de jogos, tem uma vista linda e etc, mas me arrependo em ter ido no Vale no final de dezembro. Chegamos lá dia 19 e isso significa que praticamente nada estava funcionando. É sério!!! Muitos restaurantes da região estavam fechados, às 20h as pessoas já estavam dormindo e as ruas completamente desertas sem iluminação alguma. Se quiséssemos comer em outro lugar senão dentro da Villa Valduga, nós tínhamos que sair às 17h30 mais ou menos à procura de um restaurante e esse foi um ponto negativo. Em contrapartida a maioria das vinícolas estavam abertas e durante o dia visitamos várias próximas e até algumas um pouco mais distantes como a Miolo.

img_0018

Dica 1: vá de carro ou alugue um por lá! Como eu disse anteriormente, você vai querer comer em outros lugares e vai querer conhecer outras vinícolas, e já que está lá tem que aproveitar ao máximo. Eu e meu noivo fomos de carro de Porto alegre até Bento Gonçalves e vale a pena, a vista da serra é linda de morrer!!!

img_0127

Dica 2: não vá com uma mala pesada, leve só o essencial, pois você vai voltar com muitas caixas de vinhos, queijos, geleias e afins.

Finalizo o post dizendo que amei conhecer esse lugar, quando visitamos já era verão, mas ainda estava tudo florido, deixando o local ainda mais romântico e bonito.

img_0016




Thália Gama
Botânica, amante de viagens, aventuras, brigadeiro, chocolate, e tudo o que há de bom nessa vida.

POSTS RELACIONADOS

Você também pode se interessar pelas postagens abaixo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentarios

Comentarios